National Instruments: confirmando a inovação com Profibus.
Grupo de cabos já é realidade
Renovação
2011: ano de realizações.
Belden desenvolve cabos Profibus
Chrysler/FIAT adota PROFINET para o padrão CArS

EDDL - Electronic Device Description Language & FDT/DTM – Field Device Tool/ Device Type Management & FDI - Field Device Integration

Procedimento de atualização de hardware para acesso a dados HART em remotas PROFIBUS
Entendendo as reflexões em sinais Profibus
Gerenciamento de Ativos e Autodiagnose
5 Perguntas para fazer ao seu fornecedor de ferramentas SCADA
LMP-100 – Gateway Profibus DP – Modbus RTU DLG AUTOMAÇÃO
HDP-200 – Repetidor Profibus DP DLG AUTOMAÇÃO
TDP-100 – Terminador Ativo Profibus DP DLG AUTOMAÇÃO
XM - 210 DP - Remota Universal Profibus DP DLG AUTOMAÇÃO
Liquiline CM44 ENDRESS+HAUSER
Instrumentos em Profibus PA Profile 3.02 ENDRESS+HAUSER
Infraestrutura para equipamentos Fieldbus Pepperl+Fuchs
SIMATIC ET200sp: Novos I/Os compactos distribuídos para construção eficiente de máquinas e instalações
Novo distribuidor de campo ativo para instalações intrinsecamente seguras da Siemens

 

OUTRAS EDIÇÕES

Edição 01 - Abril 2004
Edição 02 - Junho 2004
Edição 03 - Agosto / Setembro 2004
Edição 04 - Outubro / Novembro 2004
Edição 05 - Dezembro 2004/ Janeiro 2005
Edição 06 - Fevereiro / Março 2005
Edição 07 - Abril / Maio 2005
Edição 08 - Junho / Julho 2005
Edição 09 - Agosto / Setembro 2005
Edição 10 - Outubro / Novembro 2005
Edição 11 - Dezembro 2005 / Janeiro 2006
Edição 12 - Fevereiro / Março 2006
Edição 13 - Julho / Agosto 2006
Edição 14 - Novembro 2006
Edição 15 - Abril 2007
Edição 16 - Junho 2007
Edição 17 - Fevereiro 2008
Edição 18 - Julho 2008
Edição 19 - Outubro 2008
Edição 20 - Março 2009
Edição 21 - Julho 2009
Edição 22 - Dezembro 2009
Edição 23 - Julho 2010
Edição 24 - MarƧo 2011
Edição 25 - Julho 2011
EdiĆ§Ć£o 26 - Fevereiro 2012

EXPEDIENTE

PROFINEWS BRASIL
Edição nº 25 - Julho 2011

PROFINEWS BRASIL é uma publicação eletrônica bimestral da ASSOCIAÇÃO PROFIBUS, distribuída a seus associados, fornecedores e usuários das tecnologias PROFIBUS e AS-i.

 

DIRETORIA EXECUTIVA 2009/2012

Marco Padovan (Sense)
Diretor Presidente

Leandro Torres (SMAR)
Diretor Vice Presidente Tesoureiro

Robert Gries Drumond (Siemens)
Diretor Vice Presidente Secretário

Adriano Oliveira (SMAR)
Diretor de Marketing

Silas Anchieta
Diretor Executivo

 

JORNALISTA RESPONSÁVEL

Sílvia Bruin Pereira
(MTb 11.0065 / MS 5936)

Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores. É vedada a reprodução total ou parcial dos textos e ilustrações desde newsletter, sob pena de sanções legais. São tomados todos os cuidados razoáveis na preparação do conteúdo das matérias e, caso haja enganos em textos ou desenhos, será publicada errata na primeira oportunidade.

 


Associação PROFIBUS
Caixa Postal 11.063-9 - CEP 05422-970
São Paulo, SP. Telefone/Fax: (11) 2849-3202
e-mail: profibus@profibus.org.br
site: www.profibus.org.br.



Siga-nos!

    

 

ASSOCIADO

National Instruments: confirmando a inovaĆ§Ć£o com Profibus.

“A National Instruments entende que seus produtos podem ajudar os profissionais de automaĆ§Ć£o industrial no desenvolvimento de aplicaƧƵes inovadoras e complexas. Entendemos que o padrĆ£o PROFIBUS, com milhƵes de dispositivos jĆ” instalados Ć© um campo onde a filosofia de inovaĆ§Ć£o da National Instruments se enquadra perfeitamente, sendo uma alternativa interessante para integraĆ§Ć£o de dispositivos de mediĆ§Ć£o de alto desempenho, alĆ©m de controle de movimento e aquisiĆ§Ć£o e processamento de imagens. Entramos na AssociaĆ§Ć£o PROFIBUS porque acreditamos que os projetos de automaĆ§Ć£o estĆ£o cada vez mais complexos e, com certeza, nossas ferramentas podem ajudar nesta demanda crescente por inovaĆ§Ć£o”. Assim define Carlos Devesa, Gerente Geral da National Instruments (NI) no Brasil a presenƧa importante da empresa no quadro associativo da entidade, da qual participa desde 2008.

A NI iniciou suas atividades no Brasil em 1997, tendo sido fundada em 1976 na cidade de Austin, Texas. Hoje possui operaƧƵes diretas em mais de 40 paĆ­ses. Ɖ uma empresa de tecnologia que desenvolve produtos de hardware e software com a finalidade de equipar engenheiros e cientistas com as ferramentas adequadas para o desenvolvimento de aplicaƧƵes de teste, mediĆ§Ć£o, controle e automaĆ§Ć£o. As principais plataformas de produto sĆ£o CompactRIO (cRIO), PXI e o software de programaĆ§Ć£o grĆ”fica NI LabVIEW.

Hoje a empresa coloca no mercado diversas soluƧƵes com a tecnologia Profibus, com destaque para as interfaces de hardware para comunicaĆ§Ć£o entre dispositivos PROFIBUS e o PC. TambĆ©m disponibiliza um PAC - Controlador ProgramĆ”vel para AutomaĆ§Ć£o com alto poder de processamento e robustez (cRIO) que possui, dentre os vĆ”rios cartƵes de E/S, mĆ³dulos de comunicaĆ§Ć£o PROFIBUS Master e Slave. Vale destacar que a NI possui parceria com empresas que sĆ£o especializadas no desenvolvimento de soluƧƵes para automaĆ§Ć£o industrial e integraĆ§Ć£o de sistemas.

E foi por meio de uma de suas parceiras que a NI consolidou uma das suas principais aplicaƧƵes de sucesso com Profibus. “A LIME Instruments, empresa parceira da NI, desenvolve e integra sistemas sofisticados de controle e instrumentaĆ§Ć£o para empresas de serviƧos para poƧos de petrĆ³leo e gĆ”s. Eles desenvolveram um sistema de monitoramento e anĆ”lise em bombas de fraturamento de poƧo de petrĆ³leo. Neste sistema, o CompactRIO faz interface com dispositivos Profibus, alĆ©m de sinais analĆ³gicos e digitais”, contou Devesa.

O Gerente Geral da NI avalia que o crescimento da automaĆ§Ć£o industrial Ć© indiscutĆ­vel e a tecnologia PROFIBUS com certeza segue o mesmo caminho. “No Brasil, temos uma grande vantagem porque a indĆŗstria de energia nas suas diversas vertentes como Ć³leo e gĆ”s, cana-de-aƧĆŗcar, etanol, bioetanol estĆ” com uma demanda produtiva muito alta. Essa demanda produtiva implica no investimento em automaĆ§Ć£o para melhoria do processo e maior produtividade, o que por consequĆŖncia, alavanca a tecnologia PROFIBUS”, confirmou.

“Nesse sentido, o mercado brasileiro propicia a aplicaĆ§Ć£o da tecnologia PROFIBUS, uma vez que as indĆŗstrias de processo, tendo como carro chefe a Petrobras, geram uma enorme demanda por automaĆ§Ć£o industrial e, sem dĆŗvida, as caracterĆ­sticas do padrĆ£o PROFIBUS como possibilidade da criaĆ§Ć£o de sistemas redundantes sempre sĆ£o uma boa escolha para este tipo de aplicaĆ§Ć£o.”, concluiu.


A Associação PROFIBUS não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente pelos conceitos, comentários, depoimentos e opinões emitidas em matérias fornecidas pelos seus membros ou artigos assinados. A opinião expressa no conteúdo não traduz em nenhum momento a opinião da Associação PROFIBUS. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores. É vedada a reprodução total ou parcial dos textos e ilustrações deste newsletter, sob pena de sanções legais. São tomados todos os cuidados razoáveis na preparação do conteúdo das matérias e caso haja enganos em textos ou desenhos, será publicada errata na primeira oportunidade. A Associação PROFIBUS se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer edição, comentário ou imagem que possa ser interpretada como contrária aos seus objetivos.

© Associação PROFIBUS. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da
Associação PROFIBUS.